15 de março de 2011

UMUNDUNU - REGISTRO PROFISSIONAL DE JORNALISMO - MTB

Ouvi dizer que demora, que tem filas, que deveria me preparar para ficar horas sentado olhando para o nada. Que deveria levar um bom livro ou algum tocador de música com a bateria bem carregada.

Das duas uma, ou dei muita sorte ou a qualidade do serviço na Superintendência Regional do Trabalho do Estado de São Paulo melhorou bastante.

Sai de casa logo cedo, queria ser um dos primeiros a ser atendido, para me livrar logo disso e também para não “mofar” na fila. Só que me esqueci que moro em São Paulo, a cidade do inesperado. Logo no dia em que resolvi sair computou-se o primeiro recorde de trânsito do ano na cidade, também pudera, era ano novo. Ou melhor, era o primeiro dia útil após o carnaval, dizem que o ano aqui no Brasil começa aí.

Levei cerca de quatro horas para percorrer os quase 40 quilômetros que me separam do centro da cidade. Queria chegar perto das 8h30, cheguei depois das 10h.

Já mais tranqüilo por ter saído do ônibus e por enfim ter chegado, ainda não estava tão feliz. O receio por uma longa fila ainda me deixava inquieto. Mas ao entrar no prédio, já na portaria, o pouco movimento me deixou mais aliviado, mesmo assim ainda preocupado. Já no primeiro andar do prédio, subindo as escadas, virando à esquerda, logo depois de uma espécie de recepcionista e de um segurança barrigudo, mais precisamente na sala 103, notei que todas as histórias de filas de demoras eram apenas isto, histórias. Era o único na sala, minha senha era logo a próxima, senha 954.

Tudo em mãos, Diploma de Jornalismo, RG, CPF, Carteira de Trabalho, PIS, Comprovante de Residência e suas respectivas cópias. Tudo conferido, tudo certo, tudo OK. A moça que me atendeu me devolve todas as copias com um papel com a data para o retorno, mas ainda não acabou. Tem que ir ao prédio ao lado, o do Ministério do Trabalho, para protocolar e entregar a pasta com as cópias. Logo na entrada do prédio, à sua direita numa bancada onde se pode ler uma placa “PROTOCOLO”.

Pronto, agora é só voltar na data marcada para enfim ter o seu Registro Profissional de Jornalista. No meu caso, 80 dias depois.

Serviço
MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO
Superintendência Regional do Trabalho do Estado de São Paulo
Endereço: Rua Martins Fontes, 109 – 1º andar – sala 103
Horário: Segunda a sexta das 9:00 as 15h30 hs
Documentos necessários: Diploma de Jornalismo, RG, CPF, Carteira de Trabalho (páginas 7 e 8), PIS e Comprovante de Residência e suas respectivas cópias.

Renato Souza

4 comentários:

  1. mas te deram o registro profissional? eles nao conhecem... isso é um perigo kk

    ResponderExcluir
  2. A Associação dos Jornalistas do Estado de São Paulo - AJESP pode ajudar quem tenha dificuldade, inclusive emitir a carteira de jornalista para formados e não formados.

    Consultem: www.jornslistasp.com.br

    ResponderExcluir
  3. CORRETO:

    A Associação dos Jornalistas do Estado de São Paulo - AJESP pode ajudar quem tenha dificuldade, inclusive emitir a carteira de jornalista para formados e não formados.

    Consultem: www.jornalistasp.com.br

    ResponderExcluir
  4. É possível emitir como Jornalista apenas, sem o profissional no registro?

    Quais comprovações é preciso levar?

    Aguardo,
    Obrigada

    ResponderExcluir