12 de janeiro de 2011

REALPOLITIK - SEM REFORMA POLÍTICA?!?!

Não há representatividade nenhuma na política brasileira. O eleitor das grandes cidades nem ao menos conhece seu candidato, vota em qualquer um. È algo muito distante da realidade, do cotidiano da população. Mas alguns pensam de outra forma, e acreditam que tudo deve permanecer como esta.

"Temos que romper essa visão de que o país só anda com grandes reformas", disse Marco Maia (PT), presidente da Câmara de Deputados, que com certeza esta satisfeito com a atual situação, e rejeita, desde já, qualquer proposta passada, presente ou futura de reforma política.

O Deputado, recém reeleito pelo povo gaúcho, não acredita que seja necessário uma grande reforma e que pequenos ajustes são suficientes. "Então, dizer que vamos produzir reformas, e que a reforma política é a maior prioridade... eu acho que não tem necessidade disso". Sim, claro.

As eleições ainda estão frescas na nossa memória, mas garanto-lhes que a maioria dos eleitores não se lembra em quem votou, ou seja, são verdadeiras amebas que votam por osmoses.

Cada povo tem o político que merece.

Thiago Menezes

8 comentários:

  1. O entrave para a reforma política é que são os próprios políticos que apresentam os projetos e que discutem a matéria. Penso que seria útil e urgente uma ampla mobilização social, começando por iniciativas feito aquela do " Cala boca Galvão" porém com um conteúdo que traga a discussão da reforma política e eleitoral para a sociedade como um todo.
    É preciso, penso, além disso, esclarecer a população de como funciona a "putaria pol´tica atual".
    A internet e seu altíssimo poder de difusão seriam a via para o pontapé inicial?

    ResponderExcluir
  2. E mais, Democracia é um conceito e como todo conceito, tem uma dinâmica, um movimento de adequação ao espaço e tempo em que se desenvolve. No caso brasileiro ela emana dos oligopólios e por eles é exercida. Eis a questão que talvez ajude a esc larecer a necesidade da mobilização acima citada.

    ResponderExcluir
  3. Recortado do são Google:
    Oligopólio (do grego oligos, poucos + polens, vender) é uma forma evoluída de monopólio, no qual um grupo de empresas promove o domínio de determinada oferta de produtos e/ou serviços, como empresas de mineração, alumínio, aço, construtores automóveis, cimentos, laboratórios farmacêuticos, aviação, comunicação e bancos.

    ResponderExcluir
  4. Quero dizer NECESSIDADE, no comentário sobre Democracia.

    ResponderExcluir
  5. É por aí! Reforma política já! Represente ou se ausente imediatamente!
    Ações que mobilizem MAIS que a apresentação de Ronaldinhos e Ronadões.
    Uma camisa para vestir e andar pelas ruas das cidades com o símbolo PVC, povo com vergonha na cara.

    ResponderExcluir
  6. PVC! Gostei... mas ninguém se mobiliza por isso! Ronaldinhos ainda dão mais o que falar... e se ousarmos discutir isso com alguém seremos chamados de chatos... O assunto mais importante agora é o final da novela, mas que bosta não?

    É foda Claudião!! Que venha o Apocalipse!!

    ResponderExcluir
  7. Ninguém e todo mundo, nunca e sempre, tudo e nada , bem e mal, certo e errado.
    Enfim, vida e morte.
    Uma existência, sem uma digna essência, seria uma não existência?
    Viver para não ser "chato" é essencial. Mas é bom não esquecer de pensar o pensamento vigente. Aquilo que nos torna "agradáveis".

    ResponderExcluir