21 de setembro de 2010

UMUNDUNU - CARTA AOS AMIGOS JORNALISTAS

Prezado,

Um ser apaixonado enxerga o objeto amado segundo as distorções do seu sentimento exacerbado. O ódio, que também é uma paixão, do mesmo modo altera nossa percepção para com o odiado. À maneira daqueles pais cujos filhos, para os olhos de outros não são privilegiados com qualquer formosura física ou especial inteligência, mas ainda assim não se cansam de citar os dons e lindezas que cegamente lhe atribuem.

Alguns indivíduos nutrem por si mesmos sentimentos exagerados que parecem ter suas origens no íntimo do convívio familiar. Desde aquele pequenino berço azul ou rosa onde a parentela babando ovos elogia qualquer dote físico ou mental, por exemplo: “ Ele tem os olhos azuis lindos como Sinatra”! “ Ela já sabe quais as capitais de todos os estados brasileiros”! Frases curtas que são recitadas durante a infância; e que multiplicadas pela vizinhança mais próxima persistem em meio aos bancos escolares e prosseguem, como aleijões, vida adulta a fora até o último suspirar.

Aí é que mora o perigo! Quando se sai pelo mundo em busca de alguma análise sobre o que é, e como viver, é primordial estar despido do escafandro fabricado pelas fabulosas historinhas domésticas. É imprescindível, então, a leitura cética sobre o que nos diz esse espelho chamado circunstância que reflete incessante e diversamente os estranhos seres a quem denominamos os outros.

Claudio Zumckeller

3 comentários:

  1. O perigo mora na empáfia!!

    ResponderExcluir
  2. 7cismo passei para conhecer seu bog ele é not°10, fantástico com excelente conteúdo você fez um ótimo trabalho desejo muito sucesso em sua caminhada e objetivo no seu Hiper blog e que DEUS ilumine seus caminhos e da sua família
    Um grande abraço e tudo de bom

    ResponderExcluir
  3. Rodrigo, passe sempre que puder e obrigado pela atenção

    ResponderExcluir