9 de dezembro de 2009

FUTEBIZARRICES - E A COPA DO MUNDO COMEÇOU.


Na última sexta-feira, sob a batuta do excelentíssimo senhor Jérôme Valcke, ele mesmo, o maior critico das idéias brasileiras, dos estádios brasileiros, do futebol, das ruas, dos acessos, do transporte público e do privado também, do sol, da chuva, das mulatas e até da caipirinha. Isso mesmo, tudo aquilo que contém o selo MADE IN BRAZIL faz com que o senhor Valcke torça o nariz. Vá entender. Sob seu comando e junto da bela atriz sul-africana Charlize Theron, vencedora do Oscar de Melhor Atriz, por sua interpretação da serial killer “Aileen Wuornos" no filme Monster - Desejo Assassino, contando ainda com a participação do galã-modelo-ator e nas horas vagas jogador de futebol David Beckham. As bolinhas com os nomes das seleções reservaram algumas surpresas, desagradáveis para uns e alegres para outros.

O grupo A ficou definido com a anfitriã África do Sul, México, Uruguai e a França. A seleção dona da casa não deve ter vida longa na competição, a França de Henry e sua mão mágica devem ter certa facilidade na 1º fase, a outra vaga deve ser disputada por Uruguai e México. Com pequena vantagem para os bi-campeões mundiais que conta com jogadores experientes e que atuam por grandes clubes europeus. Já os mexicanos não vivem sua melhor fase.

No grupo B, nossos vizinhos hermanos tiveram a sorte que lhe faltaram durante toda a eliminatória, dividindo o grupo com Nigéria, Coréia do Sul e Grécia. Os africanos por jogarem em seu continente levam uma pequena vantagem, mas a inexperiência de seus jogadores deve ser levada em conta. Os coreanos podem surpreender, pois o futebol do país evolui e muito desde aquele 4º lugar em 2002. Já os gregos contam com uma seleção rodada, porém carente de grandes jogadores, não acredito que possa se classificar, aposto em Argentina e Coréia.

O grupo C traz a favorita Inglaterra. Não só por seus jogadores, mas por ter no banco um dos principais treinadores do mundo, o italiano Fábio Capelo. A seleção inglesa mescla a experiência de craques como Beckham, Gerrard, Lampard, Ferdinand e Terry, com a juventude de Ronney, Agbonlahor, Carlton Cole entre outros, para formar um dos melhores times dos últimos anos na terra da Rainha. Divide o grupo com os Estados Unidos, Argélia e a fraca Eslovênia. Pelo que fez na última Copa das Confederações, o selecionado americano se classifica até com certa facilidade em segundo do grupo.

Os alemães dividem o grupo D com Austrália, Sérvia e Gana. Um dos grupos mais equilibrados da Copa. A Alemanha manteve a base de 2006, pode se dizer que é a mesma seleção, com os mesmos jogadores e o mesmo técnico, Joachim Löw, mas daí a fazer uma campanha superior à da ultima copa é complicado, pois não contará com o apoio da torcida e muito menos jogará em casa. Austrália e Gana chegaram as oitavas no ultimo mundial, já a Sérvia foi eliminada no grupo da morte ainda na primeira fase. Qualquer uma das quatro podem se classificar e não me espantaria ver a tri-campeã Alemanha de fora.

O grupo E é formado pelas européias Holanda e Dinamarca, com Japão e Camarões. Outro grupo equilibrado. A Holanda é uma eterna favorita e vem jogando um bom futebol. Classificou sem dificuldades e conta com jovens jogadores como van Persie, Robben, van der Vaart, Sneijder e Afellay, que fazem lembrar a seleção de 94 e 98 que deu muito trabalho aos brasileiros. A Dinamarca é sempre uma incógnita, possui uma boa seleção, mas inexperiente. Seus principais jogadores são Jørgensen de 34 anos e Tomasson de 33, juntamente com a revelação Bendtner, do Arsenal da Inglaterra. Japão e Camarões correm por fora. Mas se fosse para apostar, seria em Samuel Eto’o, que mesmo com uma seleção velha pode surpreender por jogarem em seu continente.

No grupo F encontramos a atual campeã Itália, Paraguai, Nova Zelândia e Eslováquia. Os italianos não vivem um bom momento, Marcelo Lippi não conseguiu renovar totalmente sua seleção, mas devido à fragilidade de seus adversários se classifica com certa facilidade em primeiro do grupo, acompanhados da boa seleção do Paraguai. Eslováquia pode ser a surpresa e a Nova Zelândia só veio a passeio mesmo.

Chegamos ao grupo G. A escrete canarinho tem em sua estréia a totalmente desconhecida seleção da Coréia do Norte. Também pudera, alguém tem alguma informação daquele país? Sequer vão transmitir os jogos ao vivo. Será que vão editar os gols? Fazer parecer que não foram massacrados? Os outros adversários do Brasil são a seleção de Costa do Marfim, comandada por Didier Drogba, e Portugal, do egocêntrico Cristiano Ronaldo. Favoritos? Brasil com toda a certeza e a seleção africana. Não acredito em Portugal. Seleção fraca e dependente de um inspirado C. Ronaldo. No papel a seleção marfinense é muito mais forte. Jogador por jogador também. Mas futebol não é só isso.

Por fim, o grupo H trás a também favorita Espanha juntamente com Suíça, Chile e Honduras. Chile e Suíça disputarão a segunda vaga, Honduras é outro que deve ir a passeio. Fernando Torres e David Villa formam uma dupla de ataque que não via desde os tempos de Bebeto e Romário. São mortais. Os ótimos Xavi e Iniesta jogam juntos há alguns anos e sabem o que fazem com a bola nos pés. Casillas é um dos maiores do mundo. David Silva pode ser a surpresa dessa seleção que conta ainda com o Carles Puyol, a maior mentira que o futebol já contou.

Renato Souza

0 comentários:

Postar um comentário